Assine o Orapois

Cadastre-se no OraPois e receba nosso conteúdo diretamente no seu e-mail!


Mais Recentes

vídeos

Mais Destaques

Título I - Dos Princípios Fundamentais

Art.1. Não ter nenhum princípio.

Art.2. Homem não trai, distrai-se.

Art.3. Nunca se deve bater em uma mulher - ela pode se apaixonar.

Art.4. O que é bom a gente "cata" e mostra; o que é ruim a gente só não mostra.

Art.5. Usar sempre as velhas desculpas:
a) Mas eu te Amo;
b) Não vai doer nada;
c) Nunca vou te deixar;
d) Eu estava bêbado;
e) Eu posso explicar...
f) Vou comprar cigarro e já volto;
g) Você é a única na minha vida;
h) Você vai acreditar na sua amiga ou em mim?

Art.6. Homem não mente - omite.

Art.7. Homem não se arrepende - se diverte com o fatídico.

Art.8. Nunca deixar os amigos porque sua namorada está chamando.

Art.9. Mesmo se for pego em flagrante, negue tudo até ela acreditar.

Art.10. Em casos de "extrema necessidade", prometa tudo a uma mulher - elas acabam cedendo.

Art.11. Seja prevenido - leve camisinha até para velórios - mulheres são geralmente frágeis e sentimentais.

Art.12. Não perdoe - vingue-se.

Título II - Das Considerações e Desconsiderações

Art.13. Homem não tem amigas, apenas as "considera" um pouquinho mais.
Parágrafo único - A alegação de afinidades entre os dois amigos poderá ser usada como método de convencimento para possível relacionamento sexual.

Art.14. Considera-se incluída na contagem geral a mesma mulher que, porventura, o Homem tenha ficado numa única noite.

Art.15 Para o disposto nesta Lei, só não se considera como mulher para você:
a) Sua mãe;
b) Sua avó
c) Sua irmã;

Título III - Das Classes e Classificações

Art.17. Os homens só saem com 3 (três) tipos de mulher:
a) As nacionais;
b) As estrangeiras;
c) As extraterrestres.

Título IV - Das Cachaças e das Biritas

Art.18. Homem não toma uma, quem toma uma é BICHA.

Art.19. É vedada toda e qualquer recriminação à barriga de cerveja do homem.

Art.20. Tudo é licito quando se está embriagado.

Art.21. Nunca deixe de beber com os amigos por causa de mulher. (Vide Art. 8)

Título V - Das Bozengas e Mocréias

Art.22. Causas excludentes de anti-juridicidade.
a) Elevado grau alcoólico;
b) Ambiente favorável;
c) Bestialidade absoluta do ser;

Art.23. Considera-se induzimento a erro essencial, aquele que, para satisfazer interesses escusos, induzir amigo a agarrar alguma dessas criaturas (bozengas ou mocréias).
Parágrafo único - O agente passivo está isento de culpa ou dolo.

Disposições finais
Art.24. Vetado (VOCÊ ACHA QUE IA TER ARTIGO 24?)

Comentários ()

8
23

AMOR
Enfermidade temporária que se cura com o casamento.
Palavra de quatro letras, duas vogais e dois idiotas.

DANÇAR
É a frustração vertical de um desejo horizontal.

CÉREBRO
Órgão que serve para que pensemos que pensamos.

ESCOTEIROS
40 crianças vestidas de idiota, comandadas por um idiota vestido de criança.

DOR DE CABEÇA
Anticonceptivo mais usado pela mulher destes tempos.

VIRGEM
Menina de 9 anos, muito feia, que corre mais que o primo .

EXAME ORAL
Prova para conseguir um estágio na Casa Branca.

LÍNGUA
Órgão sexual que os antigos usavam para falar.

CONFIANÇA
Via livre que se dá a uma pessoa para que cometa uma série de abusos.

DIPLOMACIA
Arte de dizer "lindo cachorro", até encontrar uma pedra para atirar nele.

FÁCIL
Diz-se da mulher que tem a moral sexual de um homem.

GINECOLOGISTA
Especialista que trabalha no lugar onde outros se divertem.

HERÓI
Indivíduo que, diferentemente do resto, não pôde sair correndo.

HOMEM
Ser masculino que durante seus primeiros nove
meses de vida quer sair de um lugar em que
tenta entrar pelo resto de sua vida.

INDIFERENÇA
Atitude que uma mulher adota perante um homem
que não lhe interessa, que é interpretada pelo
homem como se estivesse "se fazendo de
difícil".

INTELECTUAL
Indivíduo capaz de pensar por mais de duas horas em algo que não seja sexo.

MODÉSTIA
Reconhecer que não se é perfeito, mas sem dizê-lo a ninguém.

NINFOMANÍACA
Termo com o qual um homem define uma mulher
que deseja fazer sexo mais vezes que ele.

TRABALHO EM EQUIPE
Possibilidade de colocar a culpa nos outros.

PARA RIR....

- A senhorita aceita um uísque?
- Não posso. Me faz mal para as pernas.
- As suas pernas incham?
- Não. Abrem.

Comentários ()

0
14

Diz que eram dois leões que fugiram do jardim zoológico. Na hora da fuga cada um tomou um rumo, para despistar os perseguidores. Um dos leões foi para as matas da Tijuca e outro foi para o centro da cidade.

Procuraram os leões de todo jeito mas ninguém encontrou. Tinham sumido, que nem o leite. Vai daí, depois de uma semana, para surpresa geral, o leão que voltou foi justamente o que fugira para as matas da Tijuca. Voltou magro, faminto e alquebrado. Foi preciso pedir a um deputado do PTB que arranjasse vaga para ele no jardim zoológico outra vez, porque ninguém via vantagem em reintegrar um leão tão carcomido assim. E, como deputado do PTB arranja sempre colocação para quem não interessa colocar, o leão foi reconduzido à sua jaula.

Passaram-se oito meses e ninguém mais se lembrava do leão que fugira para o centro da cidade quando, lá um dia, o bruto foi recapturado.
Voltou para o jardim zoológico gordo, sadio, vendendo saúde.
Apresentava aquele ar próspero do Augusto Frederico Schmidt, que, para certas coisas, também é leão. Mal ficaram juntos de novo, o leão que fugira para as florestas da Tijuca disse pro coleguinha:
- Puxa, rapaz, como é que você conseguiu ficar na cidade esse tempo todo e ainda voltar com essa saúde? Eu, que fugi para as matas da Tijuca, tive que pedir arrego, porque quase não encontrava o que comer, como é então que você... vá, diz como foi.

O outro leão então explicou:
- Eu meti os peitos e fui me esconder numa repartição pública. Cada dia eu comia um funcionário e ninguém dava por falta dele.

- E por que voltou pra cá? Tinham acabado os funcionários?
- Nada disso. O que não acaba no Brasil é funcionário público. É que eu cometi um erro gravíssimo. Comi o diretor, idem um chefe de seção, funcionários diversos, ninguém dava por falta. No dia em que eu comi o cara que servia o cafezinho... me apanharam.

Comentários ()

0
19