05/10/2010

Pacto de Fidelidade

O Manoel ia viajar para o Brasil e antes de sair, ele e a Maria fizeram um pacto no qual ninguém trairia o outro durante todo este tempo. Um mês depois, ele volta cheio de saudades e os dois vão direto para a cama. Satisfeitos, começam a conversar sobre como se sentiram na ausência do outro até que Manoel resolve confessar:
- Maria, para ser bem sincero com você, eu quase quebrei o nosso pacto. Numa noite estava me sentindo tão sozinho, mas tão sozinho que convidei uma mulata para dormir comigo no hotel. Tiramos a roupa, ela deitou-se na cama, abriu as pernas, eu subi em cima dela e já íamos ter a relação, quando me lembrei de nosso pacto... Rapidamente sai de cima dela e pedi para ela ir embora. Me livrei por pouco, e você Maria, ficou com vontade?
- Humm... Joaquim... Eu também estava numa noite me sentindo tão sozinha, mas tão sozinha que convidei um gajo para dormir comigo. Tiramos a roupa, eu deitei-me na cama, abri as pernas, ele subiu em cima de mim e já íamos ter a relação, quando me lembrei de nosso pacto...
- E ai você se levantou?
- De que jeito? Era eu que estava embaixo!

Denunciar Abuso

Compartilhar

no facebook

Comentários