23/09/2008

Prefiro com o guarda

O matuto chega em São Paulo e tem a maior dificuldade para atravessar uma avenida. Pede ajuda para um guarda, que está de saco cheio e diz:
- Se quiser, levo você para o outro lado, mas cobro dez reais.
- Não tenho esse dinheiro, não! - diz o caipira, segurando a carteira no fundo do bolso.
Anda um pouco pela calçada e vê uma mulata gostosona, usando um short e uma blusa decotada coladíssima no corpo. A mulher anda para lá e para cá, rebolando e balançando a bolsa. O caipira se aproxima dela e pede ajuda. Ela diz:
- Vamos?
E o matuto pergunta;
- Quanto é?
- Cem reais!
- Tá doida, moça? Por esse preço, prefiro ir com o guarda, sô!

Denunciar Abuso

Compartilhar

no facebook

Comentários