Assine o Orapois

Cadastre-se no OraPois e receba nosso conteúdo diretamente no seu e-mail!


Mais Recentes

vídeos

Mais Destaques

Era uma vez um fazendeiro que tinha um galinheiro com 180 galinhas e estava procurando um bom galo para produzir ovos. Um belo dia, o fazendeiro vai ate o povoado, entra na agropecuaria e diz para o vendedor:
- Boa tarde! Procuro um bom galo capaz de cobrir todas minhas galinhas.
O vendedor responde:
- Quantas galinhas tem?
- No total, 180, diz o fazendeiro.
Entao o vendedor puxa uma gaiola com um galo enorme, musculoso, com a crista de pe, olhos azuis e uma tatuagem no peito dos Rolling Stones, e diz para o fazendeiro:
- Leva esse aqui, o Alberto, ele não falha.
O fazendeiro leva o galo e, no dia seguinte, pela manha, solta o galo no galinheiro. O galo sai correndo, pega a primeira galinha, e da dois sem tirar, pega a segunda, da o primeiro, e quando estava no segundo...cai frito. O fazendeiro olha e diz:
- O que me vendeu este vendedor filho da puta? Este galo puto comeu duas galinhas e capotou.
Entao, pegou o galo pelo pescoco e levou-o ate o vendedor e contou para ele o que aconteceu. O vendedor se desculpou e puxou outro galo.
Este era preto, de crista amarela, olhos cinzas e tenis da Nike. E diz para o fazendeiro:
- Esse aqui e o Fernando. Da uma olhada no trabalho dele depois me conta.
O fazendeiro volta para a fazenda com o galo e repete a manobra:
solta o bicho no galinheiro, o galo sai alucinado, come a primeira galinha de pe, pega a segunda e traca, na terceira ele faz o 69 e quando esta bombeando a quarta, cai morto no meio do galinheiro. O fazendeiro, emputecido, pega o galo pelas patas, se manda para o povo, entra porta adentro na agropecuaria e diz para o vendedor:
- Escuta aqui o filho de uma puta, e o segundo galo que tu me vende e que não presta para nada. E melhor você me vender um galo decente ou vou tocar fogo nesta merda, sacou cara!!!
Entao o vendedor puxa um galo de merda, pelado sem crista nem penas, com olheiras, corcunda, com tenis Bamba de lona e uma camisa azul claro com os dizeres "Maracana 1950" e diz ao fazendeiro:
- Olha, e so o que me resta. O nome dele e Tito e chegou por coincidencia num barco que vinha do Uruguay. O fazendeiro, puto da cara, leva o galo pensando:
- Que caralho vou fazer com este galo castelhano e fudido...
Chegando na fazenda solta o Tito no galinheiro, o galo joga a camisa para um lado e sai enlouquecido comendo as 180 galinhas de um saque.Da uma respirada e come as 180 de novo. Sai correndo e enraba o pastor alemao, ai o fazendeiro pega ele, da dois sopapos para acalma-lo e tranca ele na gaiola.
- Porra, um fenomeno este galo!!! Pensa o fazendeiro.
E as galinhas todas enlouquecidas com o Tito, que o Tito isto..., que o Tito aquilo..., e com você o que que ele fez...,e comigo ele fez tal coisa.... loucura total, todas as galinhas querendo ir de muda pra Montevideo. No dia seguinte solta o bicho de novo, o Tito sai levantando poeira, da duas voltas no galinheiro faturando tudo que e buraco com penas que encontra pelo caminho, sai correndo e come o cachorro, o porco e duas vacas. O fazendeiro corre atras, pega ele pelo pescoco, da umas chacoalhadas para acalma-lo e joga ele na gaiola.
- Que galo filho da puta! Vai me cobrir a fazenda inteira!!!, diz o fazendeiro.
No dia seguinte, vai buscar o galo e encontra a jaula toda arrebentada...
- O Tito fugiu!!!
Sai correndo para o galinheiro e encontra todas as galinhas de buceta pra cima fumando e assuviando, la fora o porco com o cu pro sol, as duas vacas deitadas no chao com a perereca vermelha falando no Tito, o cachorro com a bunda arruinada,... e pensa:
- Ele vai comer o gado do vizinho, vao me matar!!!
Entao pega o cavalo e sai procurando o Tito sem descanso, seguindo a pista deixada por ele (cabras suspirando, bodes passando Hipoglos na bunda, uma tartaruga que perdeu o casco no tranco, um touro provando lingerie, tres capivaras mancando, um ponei sentado no gelo, um bambi curado de hemorroidas...) ate que, de repente, a distancia, ve o Tito caido no chao.
Uma cena desgarradora!!! E os abutres voando em circulos, se babando de fome. Quando viu os abutres sobrevoando, o fazendeiro entendeu a situacao.
- Naaaooooo, Titooooo.... Morreuuu o Titooo!!!!. Uma vez que encontro um galo de verdade...
E no meio do lamento, cuidadosamente o Tito abre um olho, olha o fazendeiro e, assinalando os abutres, pisca e diz:
- Shhhhhhhhh! Acalma-te hombre, que ellas estan quase desciendo...

Comentários ()

0
37

Diz que eram dois leões que fugiram do jardim zoológico. Na hora da fuga cada um tomou um rumo, para despistar os perseguidores. Um dos leões foi para as matas da Tijuca e outro foi para o centro da cidade.

Procuraram os leões de todo jeito mas ninguém encontrou. Tinham sumido, que nem o leite. Vai daí, depois de uma semana, para surpresa geral, o leão que voltou foi justamente o que fugira para as matas da Tijuca. Voltou magro, faminto e alquebrado. Foi preciso pedir a um deputado do PTB que arranjasse vaga para ele no jardim zoológico outra vez, porque ninguém via vantagem em reintegrar um leão tão carcomido assim. E, como deputado do PTB arranja sempre colocação para quem não interessa colocar, o leão foi reconduzido à sua jaula.

Passaram-se oito meses e ninguém mais se lembrava do leão que fugira para o centro da cidade quando, lá um dia, o bruto foi recapturado.
Voltou para o jardim zoológico gordo, sadio, vendendo saúde.
Apresentava aquele ar próspero do Augusto Frederico Schmidt, que, para certas coisas, também é leão. Mal ficaram juntos de novo, o leão que fugira para as florestas da Tijuca disse pro coleguinha:
- Puxa, rapaz, como é que você conseguiu ficar na cidade esse tempo todo e ainda voltar com essa saúde? Eu, que fugi para as matas da Tijuca, tive que pedir arrego, porque quase não encontrava o que comer, como é então que você... vá, diz como foi.

O outro leão então explicou:
- Eu meti os peitos e fui me esconder numa repartição pública. Cada dia eu comia um funcionário e ninguém dava por falta dele.

- E por que voltou pra cá? Tinham acabado os funcionários?
- Nada disso. O que não acaba no Brasil é funcionário público. É que eu cometi um erro gravíssimo. Comi o diretor, idem um chefe de seção, funcionários diversos, ninguém dava por falta. No dia em que eu comi o cara que servia o cafezinho... me apanharam.

Comentários ()

0
19

Título I - Dos Princípios Fundamentais

Art.1. Não ter nenhum princípio.

Art.2. Homem não trai, distrai-se.

Art.3. Nunca se deve bater em uma mulher - ela pode se apaixonar.

Art.4. O que é bom a gente "cata" e mostra; o que é ruim a gente só não mostra.

Art.5. Usar sempre as velhas desculpas:
a) Mas eu te Amo;
b) Não vai doer nada;
c) Nunca vou te deixar;
d) Eu estava bêbado;
e) Eu posso explicar...
f) Vou comprar cigarro e já volto;
g) Você é a única na minha vida;
h) Você vai acreditar na sua amiga ou em mim?

Art.6. Homem não mente - omite.

Art.7. Homem não se arrepende - se diverte com o fatídico.

Art.8. Nunca deixar os amigos porque sua namorada está chamando.

Art.9. Mesmo se for pego em flagrante, negue tudo até ela acreditar.

Art.10. Em casos de "extrema necessidade", prometa tudo a uma mulher - elas acabam cedendo.

Art.11. Seja prevenido - leve camisinha até para velórios - mulheres são geralmente frágeis e sentimentais.

Art.12. Não perdoe - vingue-se.

Título II - Das Considerações e Desconsiderações

Art.13. Homem não tem amigas, apenas as "considera" um pouquinho mais.
Parágrafo único - A alegação de afinidades entre os dois amigos poderá ser usada como método de convencimento para possível relacionamento sexual.

Art.14. Considera-se incluída na contagem geral a mesma mulher que, porventura, o Homem tenha ficado numa única noite.

Art.15 Para o disposto nesta Lei, só não se considera como mulher para você:
a) Sua mãe;
b) Sua avó
c) Sua irmã;

Título III - Das Classes e Classificações

Art.17. Os homens só saem com 3 (três) tipos de mulher:
a) As nacionais;
b) As estrangeiras;
c) As extraterrestres.

Título IV - Das Cachaças e das Biritas

Art.18. Homem não toma uma, quem toma uma é BICHA.

Art.19. É vedada toda e qualquer recriminação à barriga de cerveja do homem.

Art.20. Tudo é licito quando se está embriagado.

Art.21. Nunca deixe de beber com os amigos por causa de mulher. (Vide Art. 8)

Título V - Das Bozengas e Mocréias

Art.22. Causas excludentes de anti-juridicidade.
a) Elevado grau alcoólico;
b) Ambiente favorável;
c) Bestialidade absoluta do ser;

Art.23. Considera-se induzimento a erro essencial, aquele que, para satisfazer interesses escusos, induzir amigo a agarrar alguma dessas criaturas (bozengas ou mocréias).
Parágrafo único - O agente passivo está isento de culpa ou dolo.

Disposições finais
Art.24. Vetado (VOCÊ ACHA QUE IA TER ARTIGO 24?)

Comentários ()

8
23